Por que você está sonhando tanto nessa quarentena?

Por que você está sonhando tanto e de maneira tão lúcida na quarentena?

Quadro “A Persistência da Memória”, Salvador Dali – 1931

Neste momento de Pandemia, principalmente em quarentena, o trabalho do sonho é mais necessário do que nunca.

Se você ainda não sabe o que é ou como funciona o trabalho do sonho, há dois textos fundamentais para explicar como tal conceito é apresentado por Sigmund Freud em seu mais famoso livro: A Interpretação dos Sonhos.

A Interpretação dos Sonhos (Igor Banin

Como Interpretar um Sonho? Freud Explica! (Caio Cesar Rodrigues

Quadro “O Sonho” – Salvador Dali – 1937

Nossos desejos inconscientes se tornam cada vez mais próximos de nós mesmos, perante a solidão ou ao cerceamento de nossos movimentos e nossas interações.

Nossos desejos conscientes, de sair de casa, de abraçar ou de visitar pessoas queridas e amadas abrem cada vez mais caminho para aquilo que não pode ser realizado roube a cena na ausência do estado de vigília. Mesmo que através de uma metáfora, de uma cena condensada ou diluída em seu sentido, nossa mente dará um jeito de nos dar uma pequena dose de satisfação de tais desejos.

E é por isso que estamos sonhando tão mais e tão mais intensamente nestes dias de quarentena. Nossas angústias e apreensões são diárias: elevação do número de mortes, pessoas ignorando a quarentena e agindo como vetores inconsequentes, tudo isso nos afeta e só resta a nossa mais privada sala de realizações para amenizar tudo isso.

Até o pior dos pesadelos diz muito sobre nós: nos bota em contato com o impensável, o intocável e o impossível que nos habita, mesmo que não o aceitemos.

Nesses tempos o sonho se faz mais necessário do que nunca, pois a realidade nunca nos bastou tão pouco!

O que nos resta é aproveitar esse boom de sonhos lúcidos (que tão acontecendo bastante, né?) ou não. Seja para enchermos nossos analistas de conteúdo, seja para termos ao menos uma montanha russa de emoções garantida nesses dias tão embotados.

Vamos sonhar!

Por Caio Cesar Rodrigues de Araujo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s